Diário de obras

Aqui estão reunidas todas as obras inéditas que Diogo Cysne consumiu em cada ano – ou seja, excluindo releituras, reavaliações, etc. Elas se enquadram nas categorias de cinema, literatura, música, pintura & fotografia, videogames e televisão, e estão disposta por ordem de preferência, das mais às menos bem avaliadas.

A função deste diário é manter uma cronologia das influências mais recentes do autor e dar aos seus leitores uma ideia de seus gostos e preferências artísticas – o que inevitavelmente se traduz em seus livros.

Todas as obras recebem uma avaliação na escala de 0 (nenhum valor artístico ou de consumo) a 100 (perfeição). As obras que o autor considerar de alto valor estético e relevância artística são acrescentadas à lista de “Recomendações“.

2016/2017

Anuncios