Girls (1a temporada)

DUNHAM, Lena. 2012.

Uma comédia para a nova geração? Talvez nem tanto, mas um show admirável ainda assim.

Embora o realismo ou representatividade de algumas sequências seja questionável (esta ainda é, afinal, uma série sobre mulheres extremamente afortunadas*), “Girls” conta com três excelentes protagonistas (e uma quarta – Shoshana – em grande parte dispensável) e um roteiro que sabem explorar a feminilidade como a mina cômica e dramática que é. Mesmo os episódios mais fracos (como o último, a citar) têm características redentoras, e a rapidíssima experiência desta temporada (rápida porque viciante) conduz ao desejo intenso de se partir para a próxima – o que, em termos televisivos, é a marca maior de sucesso.

*Prefiro usar o termo “afortunado(a)” no lugar de “privilegiado(a)”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s