Boombox

ROUTON, T. J. 2016.

Uma celebração cândida dos relacionamentos no Séc. XXI.

Laura Marano é uma das cantoras mais fofas – e nem por isso menos sensuais – que eu já vi, o que provavelmente também resume este seu single: adorável, inocente, mas com o devido grau de erotismo e romance. As letras de “Boombox” podem não ir além do “eu preciso de você” ou do “venha se divertir comigo”, etcétera, mas a esta altura é sabido que a força do pop jaz não em seu brilhantismo poético, mas em seu poder melódico e visual, e nisso “Boombox” se excede com uma melodia meiga, uma coreografia sedutora e um clipe apaixonante, cômico, descompromissado. Se é para a indústria pop se proliferar, que se prolifere com mais Lauras e menos Anittas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s