Black Mirror (3a temporada)

Brooker, Charlie. 2016

Pretensiosa e moralista.

Pretensiosa e moralista, esta temporada (e, até onde posso julgar, esta série) defenestra o conceito de sutileza para versar o expectador sobre ameaças e perigos já muito batidos do mundo digital. Sua dependência de reviravoltas irrita e sua crueldade para com os protagonistas está mais próxima do sadismo niilista do que de um recurso sincero, profundo e significativo de narrativa. A única salvação é o episódio final, ‘Hated in the Nation‘, que consegue ser tudo aquilo a que esta temporada aspirou – mas que simplesmente falhou em ser.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s